Você está aqui

Straunard René (1882 - 1962)

Straunard René
Social Media: 

René Joseph Ghislain Straunard nasceu na cidade de Feluy, na Bélgica, aos 4 de janeiro de 1882.

Ingressou na Escola de Medicina Veterinária de Cureghem em Bruxelas, classificando-se em primeiro lugar no exame de admissão, diplomando-se em 1906. Após exercer alguns anos a clínica em sua terra natal, chegou em 1913 no Rio de Janeiro. Foi enviado à cidade de Catalão em Goiás, onde permaneceu até o início da primeira guerra mundial, exercendo o cargo de veterinário do Governo Federal.

Voltou à sua pátria para servir o exército belga como oficial da reserva no Serviço Veterinário. Foi enviado à cidade de Saint Nazaire em missão especial para receber e cuidar dos cavalos que chegavam dos Estados Unidos. Esta situação propiciou-lhe a oportunidade de apurar técnicas operatórias na cirurgia de equinos. Escreveu e publicou em 1918 “La Fourbure du Cheval”, que foi premiado pela Société Centrale de Médicine Vétérinaire de Paris - Prêmio Paugé. 

Straunard René Jockey ClubPermaneceu na Europa até o termino da guerra. Depois voltou ao Brasil em 1920 para o cargo de veterinário de indústria pastoril e posteriormente inspetor Veterinário da Indústria Animal. Neste tempo colaborou no combate ao surto de raiva bovina no Sul do País. Em 1929 foi convidado a integrar o corpo de Veterinários do Jóquei Clube de São Paulo, onde mais tarde foi conduzido à chefia do Serviço Veterinário. Foi considerado o maior especialista do assunto, seja na clínica médica, cirúrgica, obstétrica ou zootécnica.

Em 1931, ingressou na Congregação da então Escola de Medicina Veterinária da Secretaria da Agricultura, sendo convidado para a atual Faculdade de Medicina Veterinária USP. Ocupou simultaneamente a cátedra de Patologia e Clínicas Cirúrgicas e Obstétrica, e as de Patologia e Clínica Médicas, Indústria, Inspeção de Produtos de Origem Animal.

Escreve a Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária em seu site: 

Com a chegada, da Bélgica, na década de 20, de um dos maiores cirurgiões veterinários brasileiros, René Straunard, que regeu a cátedra de Propedêutica, Patologia e Clínica Médica nos anos 30, foram incorporados novos procedimentos de diagnóstico e aumentadas as formulações terapêuticas, a exemplo daquelas preconizadas para tratamento das micoses superficiais ("Fórmula de Straunard") e da atopia – "eczema" – como a mistura do "magnésio calcinado ao enxofre lavado".

Absorvido pelos seus trabalhos de clínica e pela exigência da prática, escrevia pouco. Deixou um compêndio de Obstétrica e dois trabalhos sobre Esforço dos tendões e Revisão da Podologia.

Foi eleito ao cargo de Presidente da Sociedade Paulista de Medicina Veterinária de 1933 à 1934.

René Straunard recebeu o diploma de “Chevalier de L´Ordre de Leopold” outorgado pela sua participação como capitão médico veterinário no exército belga estacionado na França comandado por S. M. o rei Alberto I na 1ª Guerra Mundial.

Straunard René Ordre de Leopold

Era casado com Berthe, natural de Nivelles, Bélgica.

Informa-nos o seu neto Paulo S. Pimentel que quando os reis belgas estevem no Brasil em 1920, eles viajaram do Rio de Janeiro para São Paulo de trem, tendo passado por Pindamonhangaba, onde René e Berthe moravam, já que o Dr. René trabalhava no Haras Paulista de propriedade do governo de São Paulo. Seus avós foram à estação férrea de Pindamonhangaba, com bandeiras belgas para saudar o casal real, por quem tinham grande admiração e apreço.

René Straunard foi aposentado pela compulsória na FMV da USP, em 6 de fevereiro de 1952 e morreu em São Paulo – no dia 15 de maio de 1962.

Pesquisa: Marc Storms

Baseado no texto que professor Ernesto Antônio Materna publicou por ocasião do falecimento de René Straunard na Revista da Faculdade de Medicina Veterinária da USP – Volume 7, fasc. 1, 1963-64 e na troca de emails com Dr.Paulo S. Pimentel.