Você está aqui

O Edifício do Necrotério no Bonfim (Belo Horizonte)

Location: 
Cemitério do Bonfim , Belo Horizonte - Minas Gerais
Belo Horizonte Necrotério Bonfim
Tombado: 
sim

O cemitério do Bonfim em Belo Horizonte foi inaugurado em 1897 e precedeu a inauguração da nova capital em apenas alguns meses. A nova cidade construída e planejada dentro do espírito republicano exigia que, dentre outras transformações a existência de um espaço laico para o culto aos mortos. Assim como era preciso planejar a cidade dos vivos, a cidade dos mortos deveria ser ordenada e higiênica. Concebido inicialmente para ser o depósito mortuário, o necrotério e o cemitério eram elementos catalisadores de uma nova percepção do mundo, visto que, contrastavam com os antigos hábitos de se sepultar nos arredores das igrejas, herança fortemente arraigada na cultura brasileira nos séculos XVIII e XIX. 

Cupula Bonfim BH

Nessa atmosfera de modernidade, de reforma e de imposição de novos hábitos é que foi construído o edifício do necrotério. Foi uma das primeiras edificações projetadas e executadas plea Comissão Construtora da Nova Capital e teve como responsáveis pelos desenhos e plantas Hermano Zickler, José de Magalhães e Edgard Nascentes Coelho. Já a sua execução ficou a cargo do empreiteiro Conde de Santa Marinha. 

Os materiais utilizados foram quase todos importados da Europa, principalmente da Bélgica, como confirma os diversos pedidos para isenção das taxas aduaneiras, dirigidos ao Ministro da Fazenda e que se referiam a volumes de "um Necrotério da Nova Capital do Estado" (APM). Tais volumes aguardavam retidos na Alfândega do Rio de Janeiro e foram trazidos do Velho Mundo em vapores como o "Ville de Buenos Ayres", o "Carolina", o "Ville de S. Nicolas" e o "Caravellas". Bernard Pirson identifica em seu artigo "Arquitectura industrial belga no Brasil no século XIX" que o domo foi construido pela empresa belga "La Brugeoise" em 1900.  Uma foto guardada no Arquivo Municipal da cidade de Bruges, Bélgica, mostra a pre-montagem do cupuló antes do seu transporte da Bélgica ao Brasil.

Esta informação é confirmada com a ordem de pagamento como se consta no "Orgam Official dos Poderes do Estado (MG)” de 07/08/1898 (p. 1) "Requisitaram-se da Secretaria das Finanças o seguinte pagamento de 30.000 francos a José De Jaegher, pelo fornecimento de um necrotério e mais pertences."

 

Estrutura Metalica Bonfim BH La Brugeoise

O necrotério possui características arquitetônicas ecléticas. Este estilo se manifestou após o Neoclassicismo na Europa e no Brasil, século XIX, surgiu em vários projetos arquitetônicos, buscou a perfeição. Os estilos se misturam e, condiz com outras construções realizadas na nova capital, no mesmo período. 

Angelo_Bonfim_BHDetalhe Bonfim BHDetalhe Bonfim BHDetalhe Bonfim BH

O tombamento do edifício foi aprovado pelo IEPHA (Decreto Estadual 18.531, de 02/06/1977).

Fotos

  • sepia : Arquivo Municipal da cidade de Bruges, Bélgica
  • coloridas : Marc Storms, julho 2015

Fontes

  • Folheto "Cemitério do Bonfim" (recebido durante uma visita em julho 2015)
  • "Arquitectura industrial belga no Brasil no século XIX" p. 332 de Bernard Pirson em Brasil e Bélgica : Cinco séculos de conexões e interações / organização Eddy Stols, Luciana Pelaes Mascaro e Clodoaldo Bueno. - São Paulo : Narrativa Um, 2014. 
  • http://www.em.com.br/...