Você está aqui

Parque da Escola Superior de Agricultura (Piracicaba)

Location: 
Avenida Pádua Dias, 11 , Piracicaba - São Paulo
Piracicaba ESALQ Van Humbeeck
Tipologia: 

O projeto do Parque da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Campus de Piracicaba, foi desenvolvido em 1908 pelo arquiteto, paisagista e fitopatologista belga Arsène Puttemans, professor auxiliar de paisagismo da Escola Superior de Agricultura entre 1905 e 1913.

O projeto foi cuidadosamente elaborado com influência dos jardins ingleses: amplos gramados e áreas curvas demarcadas por grupos arborizados, com minucioso estudo para sua localização, possibilitando a observação de perspectivas importantes do edifício principal, de outras construções e do próprio parque. Na sua instalação e plantio, Puttemans teve a colaboração de Luiz Teixeira Mendes, professor da Escola.

A função proposta por Puttemans para o parque, “... além da ornamentação, era manter uma grande coleção de plantas com fins didáticos, permitindo observações sobre comportamento das mesmas e fornecimento de sementes para propagação”.

Desenho do projeto original do Parque da ESALQ visto em perspectivaO parque ocupa uma extensa área fronteira à sede, cerca de 450 m, além de envolvê-la lateralmente; integra-se harmoniosamente ao edifício e, ambos compõem o principal conjunto paisagístico identificador da Escola.

O projeto original do Parque, foi quase totalmente implantado, faltando apenas a construção de um coreto, que deveria ser construído na parte frontal-direita do Parque.

Lima A.M.L.P em "Nosso Parque faz 80 anos" (Revista da ADEALQ, v.10, n.6, p.20-22, 1987) salienta a importância da conservação do Parque da ESALQ como patrimônio histórico, já que as poucas obras realizadas no Brasil  por Arsenio Puttemans, ou seja, o projeto do Jardim do Ipiranga, o da Praça da República e da Várzea do Braz, em São Paulo, bem como a Praça de São Bento, em Niterói, o do Parque da ESALQ, é hoje a única que permanece praticamente inalterada.

O Edifício da Escola Superior de Agricultura também tem envolvimento de belgas. 

Fonte

p. 182 – 191 do livro BENS IMÓVEIS TOMBADOS OU EM PROCESSO DE TOMBAMENTO DA USP. 2. ed. São Paulo (SP); São Paulo (SP): Editora da Universidade de São Paulo; Imprensa Oficial do Estado, 2001. 222 p. ISBN 853140486X.

Fotoshttp://www.esalq.usp.br/parque/toppage1.htm