Você está aqui

Ponte Nilo Peçanha (Resende)

Location: 
, Resende - Rio de Janeiro
Resende Ponte Belga
Data de inauguração: 
domingo, 16 Abril, 1905
Tombado: 
sim

A travessia do Rio Paraíba foi um problema para os moradores de Resende até o início do Século XIX. Em 1821 a primeira ponte de madeira foi construída sobre o rio, mas foi carregada pela grande enchente que atingiu o município em 1833. Depois disso, uma nova ponte de madeira foi erguida, durando até o final do Século XIX. Mas os problemas da travessia só acabaram mesmo em abril de 1905, quando foi inaugurada a Ponte Nilo Peçanha, mais conhecida como Ponte Velha.

Pré-fabricada em estrutura metálica importada da Bélgica e trazida de navio, sua construção foi um marco no desenvolvimento da cidade. 

PlacaDomingo, 16 de Abril de 1905, a ponte foi inaugurada pelo Dr. Nilo Peçanha, Governador do Estado do Rio de Janeiro, que deu nome à ponte, medindo 230 m de comprimento e 4,5 m de largura, indo até o Fórum Velho.

Pela ponte passaram além de pessoas ilustres e anônimas, carros de boi, carroças, boiadas. E os carros que começaram a chegar em Resende no início do século XX.  De um lado e do outro um sinaleiro com bandeira vermelha liberava a passagem ou dava sinal de espera.

Ponte Resende

Em setembro de 1950, com a inauguração da primeira ponte de concreto armado em Resende Dr. Miguel Couto Filho, os carros e as carroças deixaram de transitar pela Ponte Dr. Nilo Peçanha, que ficou somente para uso de pedestres.

Na década de 1960 foram cortados cerca de 30 metros das ferragens no comprimento da ponte, que ficou mais curta, deixando de chegar até próximo ao antigo Fórum.

Na década de 1980, a ponte ficou interditada por longo tempo, até que em 1989, foi reaberta ao público depois de várias obras de restauração da mesma.

Ponte Resende 2Ano passado o assoalho de madeira da ponte foi trocado por concreto, tal qual como foi o piso na inauguração em 1905.

A Ponte Nilo Peçanha foi tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural INEPAC.

Ponte detailFonte: Fundação Casa da Cultura, Resende

Fotos: Marc Storms