Você está aqui

Vidros da fachada do Centro Empresarial Mourisco (Rio de Janeiro)

Location: 
Praia de Botafogo 501, Rio de Janeiro - Rio de Janeiro
Rio de Janeiro Centro Empresarial Mourisco

Situado na Praia de Botafogo, às margens da Baía de Guanabara e de costas para a entrada do Túnel do Pasmado, no Rio de Janeiro, o moderno Centro Empresarial Mourisco domina a área com sua fachada totalmente espelhada. O prédio, assim como várias lojas do bairro e algum condomínio vizinho, é chamado de “Mourisco”, em referência ao pavilhão que existiu ali. Do antigo edifício só restou o nome. Sua imponência e sua originalidade arquitetônica foram apreciadas por menos de um século: entre 1907 e 1952.

Vidros belgas Centro Mourisco

O terreno ficou vazio por três décadas, até que nos anos 1990 foi edificado no lugar o Centro Empresarial Mourisco. A obra, concluída em 1998, correspondia aos princípios estéticos do pós-modernismo: grandes volumes geométricos, cores contrastadas e acabamentos sofisticados e brilhantes, produzidos pelos vidros belgas da fachada, com seu alto poder de reflexão. Com cerca de 54 mil metros quadrados, doze pavimentos, dos quais sete andares comerciais, dois subsolos de estacionamento e até um heliporto, o edifício não conseguiu (nem tentou) mudar o nome do seu antecessor.

São 7.140m² de cristal laminado – 10mm refletivo Solarbel importado e 4.000m² de cristal laminado – 12mm refletivo Solarbel importado. Este vidro "Solarbel" da empresa Belga Glaverbel (atual AGC Glass Europe) tem uma excelente protecção contra a penetração de calor e um muito bom conforto visual em reduziundo o brilho do sol. O vidro refletivo utilizado em toda fachada foi fundamental para amenizar o impacto que a extensão do prédio causaria no local, além de proporcionar um efeito visual de rara beleza.

O engenheiro Paulo Afonso Rheingantz é bem critica em seu ANÁLISE VISUAL DA ENSEADA DE BOTAFOGO "Privatização de área pública de proteção ambiental. Extravagância formal e de materiais. Edifício como obra isolada, ávido por atenção e casuísmo das autoridades públicas."

Fontes:

Fotos: